ABSOLAR e Abraceel debatem o futuro da energia solar fotovoltaica no mercado livre

A ABSOLAR, em parceria com a Abraceel, realizou na tarde do dia 5 de novembro de 2018 o Workshop: O Futuro da Energia Solar Fotovoltaica no Mercado Livre.
 
O evento, sediado no Palácio Tangará, em São Paulo, e exclusivo para associados da ABSOLAR, Abraceel, Abiape, Abrace, Anace e Apine e para patrocinadores contou com a participação de mais de 200 empresários do setor. O workshop apresentou palestras e debates de alto nível, conduzidos por autoridades e importantes players do setor, além de momentos de networking entre os participantes.


 
No primeiro painel, focado na visão das instituições do setor elétrico, participaram: Rodrigo Sauaia (Presidente Executivo da ABSOLAR), Ronaldo Koloszuk (Presidente do Conselho de Administração da ABSOLAR), Eduardo Miklos (Coordenador do Grupo de Trabalho de Geração Centralizada da ABSOLAR), Reginaldo Medeiros (Presidente Executivo da Abraceel), Rui Altieri (Presidente do Conselho de Administração da CCEE), Igor Walter, Chefe da Assessoria Especial em Assuntos Regulatórios do MME), Luiz Eduardo Barata (Diretor Geral do ONS). Cada um pôde expor sua visão sobre o tema e apresentar dados a respeito da energia solar fotovoltaica no Brasil.
 
O crescimento da fonte no País e a consequente redução do preço foram destacados por Rodrigo Sauaia, que apresentou os principais dados atualizados do setor no Brasil e no mundo. Para ele, o preço da solar fotovoltaica negociado no último leilão de energia nova, em abril deste ano passado, a R$ 118,07 o MWh, pode ser considerado um divisor de águas para a fonte no Ambiente de Contratação Livre.

“O fato de a solar fotovoltaica ter vendido energia elétrica a preços inferiores aos praticados por outras renováveis, como CGHs, PCHs e biomassa, sinalizou a competitividade da fonte para ser negociada pelas comercializadoras no ACL”, comentou Sauaia. “Este ganho de competitividade é fruto da redução de preços dos equipamentos, recuperação da moeda brasileira frente ao dólar e acirrada competição entre os empreendedores”.



Ronaldo Koloszuk declarou que a ABSOLAR tem recomendado algumas propostas prioritárias no sentido de consolidar a fonte solar fotovoltaica no mercado livre. “Entre elas, estruturação financeira adequada, implantação de projetos, conexão com rede básica e regras claras de comercialização”, apontou.



Já Reginaldo Medeiros lembrou, todavia, que a entrada do chamado “preço-horário” no sistema de cálculo do setor elétrico, previsto para 2020, será um avanço regulatório para o País. “Certamente, a entrada em vigor do ‘preço-horário’ vai favorecer ainda mais a fonte solar fotovoltaica no mercado livre de energia”, comentou. “Nossa perspectiva é que a solar fotovoltaica será, em pouco tempo, fator determinante para a expansão da oferta em todo o Ambiente de Contratação Livre”.

Os desafios a serem superados na geração solar fotovoltaica para o ACL foram apresentados por Eduardo Miklos. “Talvez o principal seja a incerteza quanto a garantia de conexão, já que a emissão do parecer de acesso pode levar até um ano e durante este tempo poderá ocorrer leilões de margem no ACR que terão preferência na conexão. Além disso, não há tratamento para o constrained off (restrição de despacho devido a restrições da transmissão) no ambiente livre, podendo o gerador ficar exposto ao mercado de curto prazo”, explicou. A necessidade de criar novas soluções de financiamento e PPAs para tornar o mercado mais dinâmico também foi destaque em sua apresentação.
 


No segundo painel, focado nos consumidores, Leontina Pinto, Diretora Executiva da Engenho Consultoria, apresentou dados comparativos do setor de energias renováveis e o potencial da energia solar fotovoltaica frente às outras fontes. Após a apresentação, Márcio Trannin (Vice-Presidente do Conselho de Administração da ABSOLAR) conduziu o debate com a participação de Victor Hugo Iocca (Coordenador de Energia da Abrace), Carlos Faria (Diretor Presidente da Anace), Marcelo Loureiro (Diretor de Energia da Abiape) e Celso Concato (Diretor de Relacionamento da Ecom Energia).
 
O debate levantou os desafios que os PPAs de mercado livre irão enfrentar sob a ótica dos consumidores e comercializadores, destacando os principais pontos que devem ser tratados para a viabilização dos PPAs. Carlos Faria e Victor Hugo Iocca ressaltaram o interesse dos consumidores pela energia solar fotovoltaica, no entanto, salientaram que eles não confiam nos contratos de longo prazo, principalmente os que não têm grande participação no setor, tendo as comercializadoras papel importante no relacionamento e esclarecimento de dúvidas.



 
No último painel, voltado à estruturação financeira, Camila Ramos, Diretora da CELA, apresentou as perspectivas para a energia solar fotovoltaica no mundo até 2050. Com a moderação de Ricardo Barros (Vice-Presidente de Geração Centralizada do Conselho de Administração da ABSOLAR), o debate teve a participação do Fábio Scherma (Chefe do Departamento de Energia Elétrica II do BNDES), Alan Luz (Gerente de Ambiente do Escritório de Promoção e Atração de Investimentos e Relacionamento Institucional do BNB), Sergio Brandão (Diretor da Actis), Túlio Machado (Chefe de Infra-estrutura da XP Vista Asset Management) e Giovanni Fernandes (Chefe de Energia da Divisão de Project Finance do Santander).

Durante o debate, foram discutidas as visões dos bancos a respeito do financiamento de projetos no ACL e a complexidade das mudanças regulatórias para esse mercado. O painel trouxe insights importantes para as soluções tanto em termos de equity quanto em financiamentos. O marco atingido de 2GWp de PPAs solares no Mercado Livre traz junto consigo um desafio de como será feita a estruturação financeira destes projetos. 

Para Ricardo Barros, o evento foi um marco para a energia solar centralizada e o mercado livre, em especial com o anúncio da marca de 2GWp de PPAs já assinados com comercializadoras e consumidores finais.


 
A ABSOLAR agradece a todos os associados pela participação, aos palestrantes pela disponibilidade e interesse no tema, às entidades apoiadoras e aos patrocinadores, por contribuírem para a realização e sucesso do workshop.

X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok