14/10/2018

Aos candidatos Ronaldo Koloszuk, presidente do conselho da ABSOLAR

  Voltar
Folha de S. Paulo

Alterar os incentivos fornecidos para geração distribuída (que permite ao consumidor produzir a própria energia e gerar créditos) traria insegurança jurídica a um mercado incipiente, segundo a ABSOLAR (que representa o setor).

Manter as regras atuais da Aneel (agência reguladora) que garantem o benefício é uma das principais demandas para os presidenciáveis, diz Ronaldo Koloszuk, à frente do conselho da entidade.

Outros pedidos são novos leilões que incluam a fonte fotovoltaica e mais alternativas para que pessoas possam instalar sistemas em suas casas.

“É preciso ter mais linhas de financiamento. Muitos bancos privados têm sido mais atrativos que os públicos.”


Principais demandas da ABSOLAR aos presidenciáveis:

- Instalação de 1,5 milhão de telhados solares até 2022

- Manutenção da norma que prevê compensação tributária para geração distribuída
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok