13/10/2014

Bahia recebe 40% dos projetos para leilão de energia solar

  Voltar
A Bahia é um dos estados brasileiros que mais podem ganhar com o desenvolvimento de uma cadeia produtiva de energia solar no Brasil. Com isso, o estado aguarda com expectativa a realização, prevista para o final deste mês, do primeiro leilão de reserva específico para a fonte do país. Dos 400 projetos cadastrados para participar do evento, 161 devem ser instalados na Bahia. Ou seja: mais de 40%.

No setor, a Região Nordeste concentra os investimentos previstos, “por conta dos fatores favoráveis, sobretudo, os maiores índices de radiação do país”, como explica o presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Rodrigo Sauaia, entrevistado pelo Jornal A Tarde. Depois da Bahia, os estados que mais concentram projetos são Piauí (45), Pernambuco (43) e Rio Grande do Norte (42). Ainda assim, somados, eles ainda não alcançam o total de projetos previstos em terras baianas.

Potencial

É justamente na região mais castigada pela seca que se concentra o maior potencial de energia solar da Bahia – sobretudo, nas margens do Rio São Francisco, nas áreas próximas ao Lago de Sobradinho. Valverde acredita que o leilão pode ser um marco de uma transformação econômica na região, igualando-se aos impactos gerados pela energia eólica hoje na Chapada Diamantina.

Valverde ressalta que, além do semi-árido e Chapada Diamantina (onde podem ser desenvolvidos projetos híbridos, com as fontes solar e eólica), distritos e complexos industriais do estado, a exemplo do Polo de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, podem também ganhar, com a atração de empresas fabricantes de peças, como as placas fotovoltaicas usadas no processo de conversão da radiação em energia elétrica.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok