28/05/2016

BNB lança crédito para energia

  Voltar
Tribuna do Norte - Natal

O Banco do Nordeste (BNB) lançou uma linha de financiamento para sistemas micro e minigeração de energia.

O FNE Sol, apresentado ontem, é destinado a clientes que queiram produzir o insumo por meio de sistemas eólicos, solares ou de biomassa.

“O tamanho do programa quem vai definir não é o banco, mas sim o público. O BNB tem os recursos necessários. Se agregar ao mercado, são milhares de potenciais clientes”, ressaltou Marcos Holanda, presidente do banco.

O público-alvo da linha de crédito são empresas agroindustriais, industriais, comerciais e de prestação de serviços, além de produtores rurais, cooperativas e associações beneficiadas ou não com recursos do Fundo Constitucional.

“A empresa é beneficiada porque consome energia renovável e limpa e tem ganho financeiro. O financiamento é compensado pela redução do consumo de energia tradicional e, depois, tem-se diminuição significativa dessa despesa”, afirma Marcos Holanda.

Os recursos do FNE estimados para este ano somam R$ 14,1 bilhões. Do total, até 5% (ou R$ 750 milhões) são destinados Programa de Financiamento à Conservação e Controle do Meio Ambiente (FNE Verde), que atende empreendimentos e atividades econômicas ligadas ao meio ambiente e a sustentabilidade.

Com o FNE Sol (que é uma linha interna do FNE Verde), o aumento estimado é de até cinco pontos percentuais.

Freitas Cordeiro, presidente da Federação das Câmaras do Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL), diz que o alvo da ação deve ser o pequeno varejista. “A demanda no nosso setor é grande. O FNE Sol propicia benefícios”.

Alternativas

Ricardo Correira, consultor técnico do Grupo Sandylon Investiments, que atua na área de energias renováveis, afirma que a alternativa da micro e minigeração deve ser vista como uma solução de curto prazo.
 
“Não podemos pensar apenas na conta de energia. A partir do momento em que o Brasil voltar a demandar mais energia, a micro e minigeração são alternativas. Ao fazer isso, incrementamos a matriz energética brasileira. São elas que vão fazer com que não haja um racionamento no País”, avalia.

Juros

Entre 6,5% e 11% ao ano, de acordo com o porte do cliente

Financiamento

Até 100% do investimento, a depender do porte do cliente, localização e garantias

Prazo e carência

Prazo de até 12 anos; carência entre seis meses e um ano

Garantias

Possibilidade de aceitação de alienação fiduciária dos equipamentos financiados

Reembolso

Parcelas mensais compatíveis com o valor estimado da redução na conta de energia do cliente após a implantação do sistema de compensação

Clientes do BNB

O BNB possui 2,6 milhões de clientes que usam recursos do FNE

Energia no Ceará

O Ceará possui apenas 137 unidades unidades de micro e minigeração de energia.

Ao todo, elas produzem 724 kw de energia para o sistema.
 

 
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok