10/01/2018

Brasil se destaca na energia de fonte solar

  Voltar
DCI 

Dentre as vocações do Brasil, a geração de energias renováveis é uma das principais, em sintonia com o futuro. Ontem, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), divulgou que o País alcançou a marca histórica de 1 gigawatt (GW) de potência instalada em usinas de fonte solar fotovoltaica conectadas à matriz elétrica nacional. Essa potência é suficiente para abastecer 500 residências e atender o consumo de 2 milhões de brasileiros. O resultado também coloca o Brasil entre os 30 países do mundo, de 195, com mais de 1 GW de fonte solar. Embora o número represente um avanço, estamos longe do nosso potencial.

Falta um programa nacional...

“O Brasil está mais de 15 anos atrasado no uso da energia solar fotovoltaica. Temos condições de ficar entre os principais países do mundo nesse mercado, assim como já somos em energia hidrelétrica, biomassa e eólica. Para isso, precisamos de um programa nacional estruturado para acelerar o desenvolvimento da energia solar fotovoltaica”, disse o presidente da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, segundo a Agência Brasil. Essa marca resulta do crescimento dos mercados de geração centralizada e geração distribuída solar fotovoltaica em 2017.

...para incentivar as renováveis

Ainda de acordo com o presidente da ABSOLAR, na geração centralizada, contamos com a inauguração de grandes usinas solares fotovoltaicas contratadas pelo governo federal em leilões de energia elétrica realizados em 2014 e 2015. As usinas em funcionamento estão localizadas principalmente nos estados da Bahia, Piauí, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Pernambuco e representam uma potência total de 0,935 GW. Na geração distribuída, também foi registrado avanço no uso pela população, empresas e governos de sistemas fotovoltaicos em residências, comércios, indústrias.

Uma mulher no comando

O Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo (CRC-SP) terá uma mulher presidindo a entidade, a contadora Marcia Ruiz Alcazar. Empresária contábil e entusiasta pelos direitos plenos das mulheres, promete colocar a inovação no foco de sua gestão. Dentre as propostas, a educação preventiva para mitigação de riscos na profissão e combate à concorrência desleal e a fiscalização ativa dos serviços on-line de contabilidade. “Também queremos dar voz ativa aos profissionais, divulgando as audiências públicas referentes às questões regulatórias da profissão”.

Marcas e representatividade

Antenada ao debate sobre o racismo no Brasil e em todo o mundo, bem como com a importância da representatividade, a ESPM-Rio está lançando o curso “Me Representa! Marcas e Representatividade”. Voltado a estudantes e profissionais da área da indústria criativa, o curso orienta a construção de campanhas publicitárias mais ricas e inclusivas. A iniciativa reafirma a importância de um debate mais aprofundado da educação das relações étnico-raciais, e procura ampliar as condições de institucionalização de melhores práticas em campanhas de comunicação.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok