17/04/2020

Crescimento da energia solar como forma de descarbonizar a matriz elétrica do Brasil

  Voltar
Agência O Globo 

A energia solar é uma realidade em muitos países do mundo e segundo o mais recente estudo da Agência Internacional de Energia Renovável (International Renewable Energy Agency - IRENA, em inglês) a potência mundial, apenas com a tecnologia fotovoltaica, alcançou a marca de 480,3 gigawatts no final de 2018. Em busca da descarbonização do planeta as principais nações têm investido pesadamente na energia solar e o ranking com os cinco principais países é composto por: China (com 175 gigawatts), Japão (com 55,5 gigawatts), Estados Unidos (com 49,6 gigawatts), Alemanha (com 45,9 gigawatts) e Índia (com 26,8 gigawatts).

No Brasil, a energia solar tem crescido rapidamente e estima-se que atualmente possui potência operacional total de 5.114,3 megawatts conforme levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica. A associação também afirma que entre 2012 e 2019 o setor criou mais de 130 mil empregos. Mas, quais as vantagens da energia solar? São muitas, como por exemplo: é totalmente renovável, é infinita, não emite gases poluentes, tem baixo custo de manutenção, ocupa pouco espaço e permite a instalação em diversos lugares, mesmo os mais remotos.

Além de contribuir para uma maior economia na energia que chega em nossas casas, a fonte solar não emite poluentes e por isso favorece a descarbonização, melhorando o ar que todos respiramos. De acordo com o empresário e investidor do ramo de energia renovável, Ricardo Delneri, empresário do ramo de energia renovável e um dos sócios-fundadores da Renova Energia explica que a fonte de energia solar é considerada uma das mais promissoras do Brasil. "A fonte solar é renovável, não polui e poderá ser uma aliada importante no aumento do número de empregos no País", detalha Ricardo Delneri.

O executivo comenta que muita gente pergunta com ocorre na prática a transformação dos raios solares em energia. "Eu sempre explico que essa geração refere-se à energia cuja fonte é o sol e sua captação pode ser feita por meio de diversas tecnologias, como painéis fotovoltaicos, usinas heliotérmicas e aquecedores solares", esclarece Ricardo Delneri. Nos painéis fotovoltaicos e nas usinas heliotérmicas, a luz solar é convertida em energia elétrica e térmica. Já no aquecimento solar, a luz solar é convertida em energia térmica, complementa o executivo. "Por sua vez, a energia solar fotovoltaica está relacionada a uma conversão direta em radiação solar em energia elétrica. Tal transformação é realizada através das células fotovoltaicas, que são feitas por material semicondutor, normalmente o silício", finaliza ele.

A avaliação do executivo é que a fonte solar irá crescer de forma muito acentuada pelos próximos anos e que dentro de alguns anos estará na casa de milhões de brasileiros.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok