09/04/2020

Em tempos de crise, home-office vira opção de trabalho no mercado de energia solar

  Voltar
Agência O Globo 

O Covid 19 (Coronavírus) já é uma realidade no Brasil. São inúmeros casos confirmados, que resultaram em uma decisão do Ministério da Saúde de pedir para a população se resguardar em casa, evitando a proliferação do vírus, transformando lares em escritórios, o chamado “home-office”.

Aliás, o termo home-office ganhou muita força no dia a dia das pessoas, o “trabalhar em casa”, virou uma realidade diante do vírus. Mas o que hoje parece ser uma alternativa ou mesmo necessidade, para muitos trabalhadores é há tempos uma forma de viver e prosperar.

Um modelo de negócio que cresce de forma muito rápida e com solidez no Brasil, apresentando forte crescimento ano a ano. Para se ter uma ideia, em 2018, 35.230 mil sistemas foram instalados em todo o Brasil, comparando com 2019, até novembro, foram instalados 74.111 novos sistemas, um crescimento de mais de 100% no negócio. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) hoje já foi atingido a incrível marca de 200 mil instalações realizadas em todo Brasil.

A franquia home-office foi o modelo de negócio que mais se destacou em tempos de crise econômica (crescimento de 15% no último ano, de acordo com a ABF – Associação Brasileira de Franchising) – por demandar menor investimento financeiro e também pelo retorno rápido – se comparado aos outros modelos de franquia – além de não necessitar de um ponto comercial, compra de equipamentos e contratação de funcionários.

Exemplos de sucesso em tempos de luta

Diante da atual realidade, pessoas que optaram pelo sistema home-office, mesmo em tempos de muita dificuldade, têm conseguido realizar bons negócios. O franqueado “Solarprime” Diego Cuellar, que está em Novo Horizonte (SP) é um dos exemplos de sucesso na modalidade home-office, mas antes, foi necessário muito estudo e trabalho para isso...

“Foram dois meses estudando, comparando, entendendo e decidindo se seria a escolha correta ou não. Fizemos uma visita pessoalmente na sede em Campinas, para conhecer o modelo de trabalho da Solarprime, o qual nos proporcionou mais confiança e nos fez seguir com nossa tomada de decisão. Hoje ver a satisfação de nossos clientes, desenvolvendo um trabalho sustentável que gera economia para os mesmos, e podendo estar junto a nossa família (trabalhando em home-office), nos faz ter a certeza que fizemos a escolha certa”, disse o franqueado do interior paulista.

Em tempos de cuidado, para evitar a proliferação do vírus, Cuellar afirma que a experiência home-office tem o ajudado a manter seu trabalho ativo e lucrativo.

“Temos focado em captação de clientes pelo Google, mais contato telefônico, menos exposição, nossa experiência em home-office foi fundamental para esses dias”, completou.

Uma história semelhante ao da empreendedora Maria Dolores Carvalho, de Jussara (GO), que também sempre focou em seu trabalho como franqueada Solarprime no atendimento ao cliente via home-office.

“Nossa prioridade sempre foi o cliente, por isso, oferecemos a facilidade de ir até ele. Nesses dias complicados, estamos em home-office, conseguimos fechar negócios também por telefone, óbvio que está difícil trabalhar, temos ainda mais apresentações de orçamentos marcados, estamos tomando todos os cuidados necessários e mesmo em uma cidade pequena, estamos trabalhando firme em nossa franquia Solarprime, completou Maria Dolores.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok