06/11/2020

Fazenda de energia solar em PE deve ter investimentos de R$ 2 milhões

  Voltar
Diario de Pernambuco 

Pernambuco deverá receber um investimento de R$ 2 milhões com o lançamento da SunFarm, fazenda de energia solar para consumo remoto, que terá capacidade para gerar até 627 MWh no primeiro ano e será instalada em Gravatá, Agreste do estado. O projeto irá abrir 20 empregos diretos.

Após a implantação, a SunFarm atuará alugando geradores de energia solar para consumidores de pequeno e médio porte atendidos pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). A primeira fase do projeto, que terá início este mês, será para captação de investimentos. O valor alvo é de R$ 2 milhões e os investidores poderão participar com cotas a partir de R$ 10 mil na modalidade equity.

“Quem busca energia solar hoje são empresários ou comerciantes que querem diminuir o valor de suas contas de energia e investir numa fonte limpa”, explica o CEO da SunFarm, Ruben Ribeiro, que já gerencia quatro fazendas menores de consumo remoto, também em Gravatá. Na prática, o cliente aluga um gerador fotovoltaico instalado na SunFarm, que irá produzir energia. Essa produção é direcionada à Celpe e será abatida na fatura do consumidor em forma de crédito. A economia pode chegar a 15%. Os aluguéis dos geradores também serão comercializados a partir de R$ 10 mil.

Ainda em novembro, a SunFarm dará início a primeira fase do projeto, que é a captação de investidores em todo o Brasil através da Bloxs, plataforma que intermedia investimentos alternativos. Essa será, inclusive, a primeira oferta de investimento via Bloxs no estado. No caso da SunFarm serão comercializadas cotas a partir de R$ 10 mil, porém o mesmo cliente pode comprar mais de uma cota. A rentabilidade está estimada em 14% ao ano.

“A expectativa é que todas as cotas sejam comercializadas em 30 dias” afirma Cristal Freitas, Head de marketing da Bloxs. Após a captação finalizada e bem sucedida, será iniciada a segunda fase do projeto com a implantação dos painéis e geradores. Na terceira, prevista para o segundo semestre de 2021, começará a produção, o aluguel de geradores de energia e a distribuição dos lucros aos investidores.

A produção de energia da SunFarm deve ter início no segundo semestre de 2021. “O setor de energia solar cresce apesar da crise econômica. Estou otimista e espero triplicar minha produção este ano e triplicar também em 2021”, afirma o gestor. De acordo com ele, a produção atual da RR Energia em Gravatá é de 670 MW por ano. Este será o primeiro projeto da RR com captação de investimentos por cotas.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok