11/11/2016

Indústria solar critica pressão de distribuidoras para taxar geração 'caseira'

  Voltar
Folha de S.Paulo

Diante da pressão das distribuidoras de energia para taxar a geração distribuída (realizada por consumidores independentes), a indústria solar tem pedido à Aneel, que regula o setor, um parecer neutro sobre o assunto. 

Estudos financiados por distribuidoras que defendem uma tarifa pelo uso da rede desconsideram os benefícios líquidos da geração distribuída, segundo o presidente da ABSOLAR (associação do setor), Rodrigo Sauaia. 

"A modalidade reduz a necessidade de investimentos na rede, alivia a estrutura de transformadores, diminui perdas elétricas, entre outros fatores que geram ganhos." 

A entidade ainda avalia se irá encomendar pesquisas que demonstrariam os benefícios financeiros para a rede. "Vamos ter que nos preparar." 

A Aneel diz que há previsão de rever as normas atuais para geração distribuída, em vigor até o fim de 2019, e que "os agentes interessados serão instados a se manifestar". 

A área técnica da agência, porém, ainda não iniciou sua análise, afirma, em nota. 
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok