02/03/2020

Represa Billings recebe primeira usina fotovoltaica flutuante de SP

  Voltar
Olhar Digital

Tecnologia inédita na capital começa a ser testada neste mês

A represa Billings, um dos reservatórios que abastece a cidade de São Paulo, se tornou palco de um teste importante para a geração de energia elétrica por meio de fontes sustentáveis. Na última quarta-feira (26), deu-se início aos testes da primeira usina fotovoltaica flutuante da cidade. O projeto, que tem 100 kW de potência, ocupa uma área de mil metro quadrados e custou R$ 450 mil.

A avaliação, que vai durar 90 dias, vai servir como estudo da viabilidade da implantação de usinas fotovoltaicas flutuantes nos demais reservatórios da capital. Caso a experiência se mostre positiva, novas usinas devem ser implementadas na própria Billings e na Guarapiranga.

Segundo Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, é necessário encontrar formas de investir no desenvolvimento sustentável ?em parceria com a iniciativa privada e com a população?. Penido reforça ainda que a secretaria está buscando desenvolver políticas públicas e ações a fim de contribuir para a preservação do meio ambiente.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok