22/11/2016

Seminário discute uso de Energias Renováveis no Maranhão

  Voltar

Governo do Maranhão

As energias renováveis – solar, eólica, biomassa e maremotriz – são a aposta para gerar economia, incentivar o uso racional de energia e preservar o meio ambiente. Tendência no mundo e tema de pesquisas, no Maranhão há grande potencial sendo explorado e em execução a partir de programas implantados pelo Governo do Estado. Este cenário foi o tema dos debates do ‘Seminário de Energias Renováveis: Investindo em um Futuro Sustentável’, promovido pela Secretaria de Estado de Minas e Energia (Seme), nesta terça-feira (22), no auditório da Casa Civil, Palácio Henrique de La Roque, Calhau. O evento contou com a presença de gestores, pesquisadores e empresas ligadas ao tema.

O seminário contou com cinco palestras enfatizando as possibilidades destes tipos de energias e ainda, apresentação de dois casos de sucesso das experiências maranhenses. “Este evento reúne especialistas para debater uma tendência mundial, e, neste caminho, o Governo do Estado já trabalha para a produção de uma energia limpa e sustentável”, pontuou a titular da Seme, Crisálida Fonseca Rodrigues. Ações da gestão na área foram destacadas pela gestora, a exemplo do incentivo concedido pelo Governo isentando os mini e microgeradores de energia do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “Um avanço e estímulo para atrairmos cada vez mais investidores, potencializando as capacidades do Estado nesta área”, enfatizou Crisálida Rodrigues.

O Maranhão desenvolve, ainda, projetos com pesquisas sobre energia originada de biomassa, explorada em parceria com a empresa Suzano Papéis e Celulose, no município de Imperatriz; eólica, em Paulino Neves com operação prevista para setembro do próximo ano; projeto piloto de energia solar na área do agropolo da capital, Paço do Lumiar e São José de Ribamar para uso nos projetos de irrigação de pequenos produtores; e energia de maré, na área Itaqui Bacanga, em São Luís. “O Maranhão possui potencial para explorar as principais fontes de energias renováveis e alguns, independem da concessionária, utilizando em sua totalidade as renováveis”, explica a secretária de Estado de Minas e Energia.

Seminário[Secretária Crisálida Rodrigues explica os investimentos que o Estado tem feito no setor.Foto: Karlos Geromy/Secap]Secretária Crisálida Rodrigues explica os investimentos que o Estado tem feito no setor.Foto: Karlos Geromy/Secap

O evento teve início às 8h com credenciamento e abrindo oficialmente com a palestra ‘Potencialidades Energéticas do Maranhão’, ministrada pelo prof. Dr. Osvaldo Saavedra, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Na ocasião, o especialista pontuou os programas que o Estado desenvolve, estratégias e perspectivas de exploração destes elementos. A segunda palestra do dia tratou da ‘Eficiência Energética’, com o engenheiro Alex Alves, especialista da empresa Schneider Electric.

A energia renovável está ao alcance do cidadão comum, afirmou o conselheiro da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR-Nordeste) e consultor de Energia da Federação das Indústrias do Ceará, Jurandir Picanço. Ele ministrou a palestra ‘Energia Solar Fotovoltaica no Brasil e no Maranhão’. “O Maranhão tem todas as possibilidades para esta exploração e, atualmente, qualquer cidadão pode produzir sua própria energia e a fotovoltaica é a mais adequada para esse fim, por isso, em todo o país procuramos promover este segmento e o evento é uma boa oportunidade para os debates”, explica.

Picanço destacou a viabilidade do uso do painel fotovoltaico, que pode ser instalado em telhados e áreas abertas, exigindo baixa manutenção. “Os custos são um pouco elevados, mas ele se paga em até sete anos”, informa.

O mecanismo gira em torno de R$ 30 mil, tem vida útil de 25 anos e garante a redução de mais de 90% nos custos com energia. “Apenas uma taxa é paga à concessionária. Mas, a maior parte da energia necessária para uma família é captada por essa tecnologia”, disse o especialista.

Ainda na programação, apresentação do estudo de caso ‘Uso da Energia Solar no Maranhão’, pelo engenheiro mestre Claudio Martins, da empresa Enova; seguida da palestra ‘Potencial de Energia Eólica no Maranhão, com o engenheiro e diretor técnico da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), Sandro Yamamoto; o estudo de caso ‘Uso da Biomassa para Geração de Energia”, apresentado pelo engenheiro Flávio Lima, da Suzano Papel e Celulose; e encerrando com a palestra ‘Geração Distribuída no Brasil e no Maranhão’, com o doutor em engenharia, Carlos Evangelista, que preside a Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABDG).

Sustentável

Energia renovável é a que vem de recursos naturais que são naturalmente reabastecidos, como sol, vento, chuva, marés e energia geotérmica. Nem todo recurso natural é renovável, por exemplo, o urânio, carvão e petróleo são retirados da natureza, porém existem em quantidade limitada.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok