18/11/2020

Universidade Federal de São Carlos avança em projetos de energia solar

  Voltar
Reportagem publicada pelo Portal Solar 

A Universidade Federal de São Carlos, uma instituição de ensino superior pública e federal brasileira, com sede no município de São Carlos, no estado de São Paulo, única universidade federal sediada no interior do Estado de São Paulo, composta por 48 departamentos acadêmicos, acaba de colocar em funcionamento mais duas usinas de energia solar, no de São Carlos: a primeira, na Unidade Saúde-Escola (USE), na Área Norte, com capacidade de geração de 73,83 KwP e a segunda, no Edifício de Aulas Teóricas (AT) 01, na Área Sul, com capacidade de geração de 60,72 KwP.

Ao total, a Universidade passa agora a ter sete usinas, nos da Universidade e no Hospital Universitário (HU-UFSCar), e desde que a instituição implementou os projetos de eficiência energética, em 2017, já economizou 30% no consumo de energia. “Além de reduzirmos o consumo de energia, melhoramos a iluminação e contribuímos para a preservação do meio ambiente”, comentou o Prof. Dr. Walter Libardi, vice-reitor da Universidade.

“Esta redução equivale ao consumo de 1.905 famílias ao ano. Além disso, são 733 toneladas de CO2 a menos sendo emitidas na atmosfera”, contou o engenheiro Armando Gullo Martins. Os dados foram elaborados em conjunto à empresa Vitális Energia, a qual atua em parceria à Universidade nestes projetos.

Todo o investimento foi feito a custo zero para a UFSCar. A universidade participou de editais abertos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e obteve R$ 8,5 milhões para investimento em eficiência energética. “No final de 2019, a UFSCar também recebeu R$ 2 milhões em recursos extra orçamentários do Ministério da Educação (MEC) para investimento em energia limpa”, complementou o vice-reitor.

Além das novas usinas, também foram trocadas quase 50 mil lâmpadas convencionais por tecnologias LED e os projetos de eficiência energética já equivalem ao plantio de 4.400 árvores ao ano.

O projeto é coordenado pelo vice-reitor da Universidade, Prof. Dr. Walter Libardi, e conta com o apoio direto da área de projetos da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI-UFSCar) e, em especial, do Engenheiro Armando Gullo Martins, supervisor da área de projetos da Fundação.

Dentro ainda dos projetos de eficiência energética, recentemente, a Universidade teve sua infraestrutura de iluminação modernizada pela CPFL Paulista, por meio do Programa de Eficiência Energética, o que acabou gerando uma economia no consumo de energia elétrica do campus. Ao todo, a distribuidora investiu R$ 1,3 milhão nas obras.

O projeto substituiu 15 mil lâmpadas e luminárias por tecnologia LED, mais durável e eficiente, e instalou uma usina solar fotovoltaica de 71,78 kWp. A expectativa é que a instituição possa reduzir em até 8% os seus custos com a conta de luz por mês e 1.091 MWh/ ano. O volume seria suficiente para abastecer cerca de 454 famílias no período de um ano, considerando um consumo mensal de 200 KWh/mês por residência.

Além do benefício da redução nas contas da Universidade, a iniciativa também gera ganhos ambientais. O menor consumo de energia elétrica evita, por exemplo, o acionamento de usinas térmicas, mais caras e poluentes. A estimativa é que a modernização evite a emissão de 81 toneladas de gás carbônico (CO2) na atmosfera, o que seria equivalente ao plantio de 491 novas árvores.
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok